Viagens Baratas para Marraquexe com Voos na TAP

As viagens baratas para Marraquexe são uma das sugestões de férias para este mês. A cidade é um dos destinos mais fascinantes de Marrocos situado a menos de duas horas de viagem de Portugal.

Se procura um lugar repleto de emoção e agitação, Marraquexe é o lugar ideal para partir à descoberta de um mundo que ainda guarda muitos costumes e tradições de passado. Visitar Marraquexe é como embarcar numa viagem ao passado, onde tudo parece ter parado no tempo.

O operador Mundovip está precisamente a divulgar um pacote de férias especial para Marraquexe com preços promocionais a partir de 362 euros por pessoa. O programa inclui quatro noites de estadia num hotel de categoria turística em regime de meia-pensão, voos de ida e volta na TAP com saídas de Lisboa às segundas, quartas, quintas, sextas-feiras e domingos, transferes, e seguros.

Viagens Baratas para Marraquexe

Viagens Baratas para Marraquexe

O pacote viagens para Marraquexe tem um preço muito competitivo, pois a TAP vende voos de ida e volta para este destino por cerca de 250 euros. Assim, com este programa do Mundovip, por apenas mais 100 euros é possível ficar três noites num hotel com meia-pensão incluída (pequeno-almoço e jantar). Uma excelente oferta a não perder.

Para visitar Marraquexe não necessita de utilizar os transportes públicos. Andar a pé é a melhor forma de sentir e conhecer esta magnifica cidade que deixa qualquer viajante boquiaberto a cada passo que dá. Aqui, os mapas não vão ter grande utilidade. Deixe-se levar e descubra em cada esquina em cada recanto um mundo diferente.

Alguns dos lugares que destacamos são a Praça Djema el-Fna, Património Imaterial da Humanidade, pela Unesco, os labirínticos souks onde pode adquirir peças de artesanato e outros produtos, a Mesquita Koutoubia, os Túmulos Sadidas, os Jardins de Menara e o Palácio Bahia.

Os programas de viagens baratas para Marraquexe podem ser adquiridos nas agências. Conheça ainda outros pacotes de férias em Marrocos a preços promocionais.

Comments are closed.